Itacuruba entra no mapa mundial e avança como polo de ciência na região

09:47 Waguinho Nascimento 0 Comentários



 Itacuruba
Após entrar no mapa mundial nomeando o asteroide 10468, Itacuruba prepara-se para virar referência na área de ciências no Sertão pernambucano. A Secretaria de Ciência, Tecnologia e Inovação (Secti), junto com o Espaço Ciência e a Prefeitura de Itacuruba, avançam no planejamento para ampliar e consolidar esse potencial da região. As próximas ações no município já têm data marcada.   
Além de definir medidas para intensificar as atividades de difusão científica e aproximar o tema da população de Itacuruba, a secretária Lúcia Melo, o diretor do Espaço Ciência, Antônio Carlos Pavão, e o prefeito de Itacuruba, Bernardo Maniçoba, em reunião nesta terça-feira (18), discutiram outros caminhos para transformar a cidade em um polo de educação, cultura e turismo a partir da astronomia. Entre as possibilidades está a implantação de um Centro Vocacional Tecnológico voltado para a astronomia, clima e sustentabilidade, assim como uma a criação de uma Rota de Observação Astronômica.
“Com essa conquista, Itacuruba leva para o mundo uma vocação e patrimônio raros. É preciso aproveitar essa característica como um meio para a promoção de conhecimento e desenvolvimento”, ressaltou a secretária. A confirmação de nomeação do asteroide como 10468 Itacuruba ocorreu no último dia 13, em um congresso científico realizado em Montevidéu, no Uruguai.
No próximo 2 de junho, a placa de batismo do asteroide será formalmente inaugurada pelo Observatório Nacional com uma grande festa na cidade. O Espaço Ciência levará seu projeto itinerante, o Ciência Móvel, inaugurando também a estratégia de intensificar atividades como exposições, observações noturnas e visitas ao Observatório Astronômico de Itacuruba, o Observatório Astronômico do Sertão de Itaparica (OASI).
Asteroide Itacuruba - O asteroide 10468, descoberto em 1981, ganhou o nome de Itacuruba depois da sugestão feita pela equipe do OASI, como uma homenagem à cidade onde está instalado e é desenvolvido o projeto IMPACTON, que analisa e monitora asteroides, sobretudo os que oferecem maior risco ao planeta. O asteroide Itacuruba está localizado no cinturão principal de asteroides, região do Sistema Solar entre os planetas Marte e Júpiter. Tem um período orbital de 3,58 anos em torno do Sol e um tamanho estimado entre 2 a 5 km de diâmetro. 

0 Comentários:

Regras básicas para Publicação de Comentário

Não será aceita as seguintes linguagens:
Que
Sejam obscenos ou de linguagem erótica e grosseira,Violem direitos
autorais, Propagandas a si próprio ou a terceiros, Demonstrem
racismo violência ódio ou promovam qualquer tipo
de preconceito contra segundos e terceiros, Estimulem a violência
e ataque ao próximo, Spam, Links,
e Nicks Sociais maliciosos ou não,Sejam
falsos ou infundados ou até de má intenção, Que
não sejam pertinentes ao assunto da matéria,Criticas
sugestões, ou contato não serão postados aqui apenas em nosso
formulário de contato, Fique bem claro que os comentários aqui
postados, são de inteira responsabilidade
de seus autores, publicadores e divulgadores.